22.4.09

jorge pereira

[jorge pereira, quarenta-e-sete anos, contador. jorge costuma ser chamado de pereira na empresa em que trabalha e nos jogos de futebol aos fins de semana com os colegas de trabalho. ostenta um volumoso bigode castanho que contrasta poéticamente com sua careca brilhante. usa regatas brancas encardidas por baixo de suas roupas e as usa de pijama. jorge é divorciado, não tem filhos e é impotente. há alguns anos não consegue enxergar sua genitália ao olhar para baixo por causa da voluptuosa barriga que lhe confere um aspecto de pêra.]

jorge não tem muitos amigos, é um tanto sozinho. sua ex-esposa não deixou nem que ele ficasse com os peixes beta que eles mantinham como animais de estimação porque ela acreditava que ele não seria capaz de alimentá-los com a frequência exata. jorge não tinha com quem conversar, ninguém lhe dá a atenção que necessita, então passa muito tempo lendo e se informando, os livros lhe fazem companhia. jorge é muito culto, entende de literatura, filosofia e arte; usa desse conhecimento para impressionar menininhas pela internet.

o passa-tempo predileto de jorge é criar falsos usuários em sites de relacionamento e, assim, seduzir meninas que gostam de coisas culturais e que são inteligentes. mas ele nunca dá a entender que ele as está seduzindo, as envolve de tal forma que quando percebem elas já estão perdidamente apaixonadas por jorge e mostram-no seus sexos pela webcam. este é o ápice de seu divertimento, já que não consegue nem ao menos se masturbar enquanto vislumbra as imagens. jorge tem vivido assim por longos anos.

um dia, contudo, jorge começou a seduzir a menina mais interessante e inteligente que já conversara em sua longa jornada pela rede. a menina se chamava maria eduarda.

[maria eduarda, apelido duda, quarenta-e-nove anos, pensionista, com rugas e marcas de expressão. maria eduarda tem vários cabelos brancos que tenta esconder com tinta vermelha barata para cabelos e fica por um tempo considerável com as raízes aparentes, o que confere a seu cabelo um aspecto tricolor entre vermelho, preto e branco. ela é solitária como jorge, passa seu tempo livre em sites de relacionamentos e de encontros para pessoas maduras. maria eduarda também é aficionada por leitura e música boa. usa óculos e umas roupas florais esvoaçantes. decidiu usar o apelido de duda porque achou que lhe conferia um ar jovial e procura sempre estar antenada nas tendências das pessoas novas.]

jorge e maria eduarda se conheceram por meio de um site de relacionamento que tratava principalmente de música. começaram a conversar por longas horas. maria eduarda tinha certeza que jorge não era o que dizia ser, jorge sabia que maria eduarda não tinha vinte-e-três anos. conversavam sobre música, literatura e muitas coisas do aspecto mundano dos jovens, a diferença era a profundidade da conversa, os dois tinham opiniões muito bem formuladas e interiorizadas que pessoas com menos de quarenta não são capazes de demonstrar com tanta naturalidade.

jorge tentava usar os mesmos meios que usava com as outras meninas para ludibriar maria eduarda: falar que não tem fotos no computador que ele está, não disponibilizar webcam, usar algumas propriedades gráficas típicas de adolescente; mas maria eduarda já conhecia cada uma daquelas técnicas. maria eduarda tentava enrolar jorge como ela fazia com todas as outras pessoas, mas jorge também conhecia aquelas técnicas como a palma de sua mão. um desconfiava ensandecidamente do outro, mas se recusavam a demonstrar com medo de serem desmascarados, apesar disso, os dois eram extremamente inteligentes, tinham apreços muito similares e começaram a se interessar um pelo outro.

maria eduarda, que era um tanto mais aventureira que jorge, decidiu se declarar e contar a verdade sobre duda. jorge, vendo que havia conseguido seduzir uma mulher interessantíssima como maria eduarda, decidiu contar toda a verdade para ela, incluindo seu problema de impotência. maria eduarda ficou feliz ao conhecer o verdadeiro jorge, jorge ficou aliviado por ter sido aceito.

marcaram um encontro, foram assistir a um filme de arte, depois a um lounge ouvir jazz e conversar. maria eduarda estava na sua melhor forma, vestia sua melhor roupa floral e estava com um chamativo batom vermelho nos lábios. jorge estava nervoso, usava uma camisa azul claro que denotava o suor em suas axilas e sua barriga tentando fugir das calças, calças pretas e sapatos marrons, assim como as meias.

o encontro foi um sucesso, os dois conversaram muito, apreciaram a música e o filme, mas o relacionamento não foi pra frente. maria eduarda estava disposta a tentar acabar com a impotência de jorge, mas jorge descobriu que não sentia mais afeição por pessoas de verdade sem ser pela webcam.

maria eduarda voltou a procurar um amor pela internet, continua usando roupas florais esvoaçantes e recebendo sua pensão mensal.

jorge voltou a grande rede e continua ludibriando meninas até hoje com a mesma história. e todas continuam caindo. jorge pereira é um homem esperto e estranho.

8 comentários:

Sabrineeee GanchooO!! disse...

Oh Meu DeusS!! Esse Jorge eh demais!!!
Ahhhh Jorge!!!
Quero conhecer o Jorgeee Jô!! Pode dividir ele cmg!! uahsusahusahsauh!!!
Ahhhh Jorjão...Se te pego de jeitoO!
uashuahuashuahsauhasuh!!!

Amo-te!

Ju disse...

Adoro os finais dos contos da Jo! Hahaha... ai ai, amores de internet, tsc.

BobZeeLa disse...

Esse Jorge Pereira lembra um tal de Sr. Divino, que mora perto da minha casa. juro que enquanto vc descrevia e eu montava a imagem na minha cabeça aparecia o Divino.
i-g-u-a-l-z-i-n-h-o.. ahsuiahsuiha

Flávia disse...

AAAAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA SÓ ESSE JORGE MESMO PRA FAZER ESSAS COISAS, TSC TSC TSC! (é claro que eu iria vir aqui ler.)

Fer Martins disse...

Vc sim é uma pessoa estranha. E que escreve contos muito estranhos e longos.

Já leu "Dois palitos"? Se não, te empresto da próxima vez que sairmos. Vc lê no caminho do Terminal à Paulista. É o cúmulo do sintetismo, é incrível.

Quem sabe vc aprenda. rs.

. Good Night . Bad Morning . disse...

Vou copiar todos os seus contos, jogar no word ou no corel e diagramar um livro. Posso?

Edilson Marques disse...

Caô. Ela que era frígida. Enquanto o cara tiver língua, dedo e uma imaginação dessas pra xavecar uma mulher tão inteligente via web, basta só ter o tal do amor que a coisa vai pra frente. Se é que era isso mesmo que ela queria. Amor. Aham.

Sabrineeee GanchooO!! disse...

uashusahsauhhsusa!!!

amei o comentário do Edilson!!! uashauhasuh!
master bom cara!!!

^^

uashuahsuashuahaush!!

chorei!