5.6.10

biografia dos doze alterada

joão, 27 anos, editor de vídeo. cheirava cocaína e bebia loucamente. nunca viu qualquer sentido na vida e a gastou toda tentando se divertir a valer. quando não estava bêbado ou entorpecido com qualquer substância, gastava seu dinheiro com prostitutas ou assistia pornografia. quando não estava fazendo qualquer dessas coisas ou tocava guitarra ou dormia. nunca teve qualquer relacionamento sério em sua vida, aparte da primeira namorada aos sete anos de idade, mas este ele não considera como um relacionamento porque nunca viu os peitos dela. morreu de cirrose hepática por abuso de substâncias e má alimentação.

pedro, 35 anos, pastor. desviava dinheiro da igreja, gostava muito de seduzir as beatas, principalmente as de quinze anos. gastava suas horas vagas fumando maconha nos fundos da capela enquanto algum menino fazia favores sexuais para ele. quando não fazia essas coisas, dormia ou estudava manipulação de massas e publicidade por conta para conseguir mais discípulos. foi assassinado pelo primo de uma das beatinhas que descobriu que ela não era mais virgem e que tinha sido o pastor o causador da desonra.

tiago, filho de marcelo, 45 anos, contador. era viciado em jogo e álcool. perdeu sua família pelos transtornos que causou. sua ex-esposa o processou por maus tratos e o proibiu de ver seu casal de filhos. nunca quis procurar ajuda e decidiu se livrar dos vícios sozinho. falhou miseravelmente. cometeu suicídio decepando sua mão esquerda e sangrando até a morte. não deixou carta de despedida e foi achado três semanas depois do ato, devido ao mau cheiro.

paulo, 52 anos, gerente de banco. masturbava-se compulsivamente, de duas em duas horas, o fazia mais por hábito do que por prazer. teve uma vida vazia do começo ao fim. nunca realizou sonho ou ideal algum porque sempre achava que a hora certa chegaria. foi encontrado morto no banheiro do banco em que trabalhava, estrangulado por sua própria gravata com a genitália à mostra. só ele sabe que foi o melhor orgasmo de sua vida.

judas tadeu, 14 anos, estudante. sua vida ia bem até dizerem que ele era um traidor de jesus diariamente por sete anos, quando, na verdade, não era. isso o estimulou a procurar um lugar em que seria aceito sem a ridicularização alheia. virou aviãozinho do traficante mais graduado da favela vizinha. foi morto em uma troca de tiros entre polícia e traficantes por uma bala perdida. sua mãe deixou de frequentar a igreja depois disso.

simão, 28 anos, jogador de futebol. foi criado por sua mãe que era diarista. nunca tiveram muito dinheiro e quando bem jovem decidiu que daria uma vida decente para sua família. através de muito esforço galgou seu caminho para o estrelato. quando estava em seu auge teve cinco mulheres e dois homens ao mesmo tempo. não assumiu nenhum dos quatro filhos que alegaram serem dele, comprou uma casa na periferia e deu à sua mãe. morreu de ataque cardíaco no meio de uma partida, o que ocasionou que seu time perdesse a partida e na perda de algumas centenas de milhares de reais em publicidade.

mateus, 37 anos, concursado e trabalhava na receita federal. nunca fez qualquer coisa que valha a menção, então sua vida foi o velho jargão da biologia: nasceu, cresceu, reproduziu-se e morreu. acidente de carro, ocasionado por um motorista bêbado.

tiago, filho de jeremias, 47 anos, professor de educação física. saía com alunos do colegial e comprava bebidas para eles. escolhia alguns deles e os matava. foi um assassino em série bem sucedido por 15 anos. nunca o descobriram ou chegaram perto disso. morreu quando escorregou em seu banheiro e bateu a cabeça na quina da pia.

andré, 34 anos, porteiro. armou um esquema para enriquecer formando quadrilha com ladrões que davam parte do lucro dos assaltos para ele. ele facilitava a entrada dos ladrões nos condomínios ou fábricas e logo depois se demitia. foi preso aos 32 anos e morreu em uma rebelião quando foi assassinado, aos 34.

felipe, 56 anos, recepcionista de hotel. homossexual assumido e declarado desde os 12 anos. foi libertino durante toda sua juventude, tendo perdido a conta de com quantos homens já tinha tido qualquer tipo de contato sexual. nunca usou qualquer tipo de proteção e teve quatro tipos diferentes de dsts. infectou muitas pessoas pelas casas de swing e salinhas escuras da vida. morreu em decorrência a uma doença oportunista quando sua imunidade estava muito baixa por causa do vírus da SIDA.

tomé, 45 anos, jornalista. usava de sua profissão para chantagear pequenos empresários e governantes menos graduados. ganhou muito dinheiro e deu uma infância muito confortável aos seus três filhos. teve algumas amantes e as levava em lugares caros só para mostrar que tinha dinheiro. foi uma pessoa moralmente desprezível durante toda sua vida. foi assassinado por um matador de aluguel pago por um político corrupto que estava sendo chantageado.

bartolomeu, 58 anos, exportador. anunciava em jornais empregos para moças na europa e lucrava muito as prostituindo de forma escrava. um pouco mais adiante em sua carreira descobriu que sequestrar crianças e vender seus órgãos no mercado negro era muito mais lucrativo e começou neste ramo, além disso fazia alguns trabalhos ocasionais vendendo bebês gorduchos e rosados para casais estrangeiros que sonhavam em ter filhos. foi morto "acidentalmente" em uma ação da polícia federal para desmantelar o esquema de venda de órgãos.

jesus, 33 anos, marceneiro. começou como marceneiro ajudando seu pai na oficina da família mas se cansou do trabalho pesado e decidiu que iria achar um meio mais fácil de ganhar seu sustento. com 13 anos passou a traficar drogas leves na escola e foi subindo de cargo com o passar do tempo. comercializou todo tipo de coisas ilegais, alcançando um império respeitoso antes da maioridade legal. apostas ilegais, prostituição, contrabando, tráfico, homicídio, era o rei de tudo. controlou tudo e todos sob seu domínio melhor que políticos, alguns até disseram que operou milagres na comunidade, mas também disseram que cometia atrocidades sem o menor pudor ou senso moral, contudo, enriqueceu muito e muito rápido. conseguiu uma legião de seguidores porque ninguém queria ficar contra o rei que foi filho do marceneiro. foi executado pela polícia quando um dos seus comparsas mais fiéis foi preso e o delatou em troca de uma pena mais branda.

3 comentários:

p! disse...

ai, gente...

ainda sou mais a amanda

Ju disse...

Jesus, Deus e temas 'biblicos' tem sido um tema pertinente aqui, né não?


Mais um pouco ameega, tu escreve aí: Juliana, secretária, 23, pertinho dos 24, tomou no cu a vida toda e morre por ser zicadapracaralho. Me ferrei grande no sabado, quase que tu perde uma amiga. Mas abafa. Já to bem, não pronta pra outra, pq não quero nunca mais passear de ambulância por sp. Anyway.




O lance dos shows: é uma das vantagens de namorar alguém que trampa na galeria, meobein. Ter contatos é quase tudo ^.~ Mas um dos shows alí, o de sábado, eu perdi, pelo motivo acima...

Saudades, porra.

Sabrine disse...

porra Jô. serio msm.
a culpa foi da menina q trabalha kmg, e eu q levei, saca?? mas tem problema nao... vou fuder com ele um dia!!! ^^
a mão q bate é a msm q volta (ago do genero...)

sexta tu vai na casa da luli neh?? porra, diz q vai meo. preciso te ver.
saudades.

te amo.