7.4.10

a grande questão fragmentada

onde você procura? em si mesmo? em outra pessoa? no seu trabalho? na sua família? já conseguiu achar? já conseguiu tudo que queria e agora quer mais? quer outras coisas? o que você quer? como você quer? do que você é feito? como são as coisas para você?

seu trabalho é agradável ou é só uma ferramenta para conseguir as outras coisas? seu namoro, casamento, rolo é satisfatório ou serve só para passar o tempo? você realmente pensa que vai achar em outra pessoa? ou será que você mergulha em si mesmo para ver se acha a resposta em algum lugar inexplorado do seu ser? como você reage às situações? para que serve tudo isso? uma cortina de fumaça, talvez? separando você da tão almejada resposta? do grande sentido que ninguém nunca conseguiu explicar? será que tudo foi criado para que não fiquemos loucos tentando achar? deuses, religiões, culturas, absolutamente tudo?

como você se sentiria se tudo fosse uma farsa? se tudo não existisse na realidade? se tudo fosse um grande teatro consumado e intrinsecado na cultura mundial para que tudo ficasse menos difícil? como seria se tudo que você acredita não passasse de alguma fábula contemporânea cheia de facetas e caminhos e transgressões? o que você faria? o que te faz acreditar? o que te faz continuar seguindo por um caminho que você não tem a mínima ideia concreta para onde te leva? e se não te levar à nada? e se nada do que te disseram é ou alguma hora foi verdade? você já se perguntou essas coisas? você já quis saber os motivos cósmicos sobre tudo isso?

o que te faz continuar namorando com alguém? o que te faz querer casar com alguém? o que te faz conviver com alguém? carinho? amor? solidão? a esperança egoísta de achar algo que dê um sentido? que aponte um caminho? se seja seu provedor infinito ao que lhe falta? ou você é só egoísta? você consegue assumir isso? você consegue assumir que, na verdade, você está pouco se fodendo? você consegue perceber que você tenta fazer seu parceiro feliz só para que ele não lhe deixe sozinho sem nada para se amparar? ou você é um daqueles sonhadores épicos que acredita em alma gêmea ou num cavaleiro de histórias de princesas?

o que te faz levantar pelas manhãs? o que te dá forças para sair da cama? você liga o piloto automático e vive um dia após o outro, sem maiores inspirações? ou será que você já está cansado de tudo isso? será que você já desenvolveu nojo por toda a sociedade e pelo jeito que ela te moldou? você entende o motivo do seu emprego? entende o motivo de você achar que precisa dele? será que dinheiro é tão importante assim? já pensou em formas menos corrosivas de conseguir o suficiente para que você viva? já pensou em como um mendigo pode ser mais feliz que você? já pensou que talvez a simplicidade da vida dele seja a chave para tudo que ele sempre sonhou? ou você é um daqueles que os julga sem ao menos notar sua própria insignificância? você se colocaria no lugar de algum deles?

você está vivo só por estar ou você tem um objetivo maior? você quer fazer diferença? que tipo de diferença você quer fazer? seu ego é grande a esse ponto? ou você só quer fazer da sua vida algo insosso e simplório que não lhe dê muito trabalho? você acha que tem que fazer alguma diferença para alguém? você acha que você deve ser melhor e maior e mais preparado do que os outros? você acha que você é ou pode ser tudo que você sempre quis? você tem um sonho? você pretende realizar seu sonho? ou você só o vê como coisa utópica inalcansável? você acha que sonhar é para poucos? você tenta realizar seu sonho?

você busca algum tipo de individualidade? você tenta ser você mesmo e não o que os outros desejam que você seja? você já desenvolveu alguma espécie de pensamento crítico? se sim, tem bases sólidas em algo filosófico? ou será que a base é experiencial? será que a base é sólida assim? já pensou que talvez uma simples brisa pode fazer ruir todo o seu ponto de vista? o que seria de você sem ele? o que seria de você sem as coisas que você acha que você deve ter?

o que seria de você sem amor? o que seria de você sem o mínimo dinheiro necessário para que você mantivesse suas assim chamadas regalias da vida moderna? o que seria de você sem sua comida superfaturada? o que seria de você sem o seu controle remoto? sem a sua diversão? sem o seu entretenimento? o que seria de você sem suas obrigações? necessidades? o que seria do mundo se não fôssemos sociáveis? o que seria de tudo se todo ser humano presente neste momento no planeta começasse a se perguntar essas coisas? haveria revolução? haveria qualquer tipo de comoção social? haveria passeatas ou coisas similares? que parte você teria nisso?

o que seria de você se colocasse um ponto final nessa vida virtual que você chama de própria? o que seria de você se você abrisse os olhos e encarasse a realidade sem maquiagem alguma? você se deprimiria? você se sentiria liberto? você pararia de tentar? você tentaria alguma coisa? você usaria alguma máscara e continuaria seguindo as regras? você seria o que você quisesse? ou será que seria o que gostariam que você fosse?

o que te faz continuar vivendo, um dia após o outro, na mesma realidade que você sempre teve?

42

9 comentários:

Praguejento disse...

vivo angustiado porque ainda não encontrei pelo que viver.

Marina! disse...

como seria se tivessemos respostas para tudo isso?
será que pararíamos de viver porque não há mais o que ser questionado?
ou será que acharíamos outras perguntas?
eu me sentira bastante vazia.

Mariana N. disse...

não sei o que me faz levantar todo dia, e pensar nisso definitivamente não ajuda muito. então eu evito pensar abertamente, deixo lá em processamento em segundo plano. sei que já me peguei pensando inúmeras vezes nesse "por que cargas d'água eu acordo todo dia?".
Sei lá, deprimente.
Me sinto uma baratinha inútil por isso.

Sabrine disse...

Puta merda!

Fudeu!

Já pensei mais de 30x!!!

yuashuahsauhsa

eu te amo!

aLine disse...

"já pensou em como um mendigo pode ser mais feliz que você?"

já, cara! exceto nas noites frias... ai eu sou mais feliz que ele.

assim, todo mundo ja pensou em todas essas coisas e entrou em parafuso... eu mesma ja fiz milhares de vezes. sei lá, acho que é normal do CERUMANO.

mas e ai, me diz qualé o motivo da minha felicidade ser importante pra vc???

qualé o motivo??? qualé a musica???

rs

Beijos, e vlw pelo comentario, foi bonito!

Ju disse...

As bandas que eu gosto conseguem ser ainda mais acessíveis do que as suas... hahahha ok, vamos desconsiderar os grupos de EBM e cia, pq show de um deles... O único que esporádicamente aparece é NIN... anyway...



"como seria se tivessemos respostas para tudo isso?"

Concordo! Eu prefiro me questionar várias vezes, por várias coisas e motivos e continuar vivendo essa vida maluca que vc sabe que eu tenho, a ter todas as respostas e viver vazia.

E viva a loucura do dia-a-dia \o/ rs

aline disse...

eu nao sei!
definitivamente tudo que isso... eu não faço ideia.

Edilson Marques disse...

42.

Pri disse...

http://www.soulpancake.com/

só vivo pq morrer pode ser pior que existir.

esse site é muito divertido.