13.7.10

f5 - neurotransmissores fuderosos of doom

o sentimento de liberdade momentânea se aproxima por um momento: em teoria acabaram-se as lições de casa. agora só faltam alguns boletins, separar por aluno e ordem numérica, grampear e uma única reunião. daí o período aproximado de extensas duas semanas de puro ócio e divertimento a valer. eu deveria estar dormindo para fazer isso um pouco descançada para amanhã mas a excitação por duas semanas sem lição é tão grande que me faz não ter sono. lição de casa de aluno sempre tira o sono, ou é porque você tem que corrigir duzentas em quatro horas ou é porque elas acabaram e você vai poder assistir toda a porcaria que você baixou no hd, ir para o botecão prometido que tá quase virando a volta de jesus - já que não dá tempo porque fim de semestre é um cu, e escrever, ler, escrever e ler e escrever.

semestre longo. no meio dele já queria que a ciência provasse que lição de casa tem combustão espontânea e que aconteceu vanguardamente com as minhas, mas os cientistas ficam mais preocupados com coisas pífias, tipo o genoma ou a cura da aids, do câncer ou da lenda urbana da gripe do porquinho.

aleatoriedades:
adoro ver os ossos da minha mão. adoro bater algum osso e sentir dor de gente magra. adoro quando marca a mandíbula ou quando os tendões do pescoço ficam salientes. adoro quando meu aminguinguinho praguejento sai comigo. vou adorar muito quando meus fones novos chegarem. adoro violinos ao fundo das músicas. adoro microfonia no começo de músicas. adoro guitarras distorcidas. adoro voz rouca. adoro o som do ride quando ele é sequinho mas mesmo assim dá pra ouvir os harmônicos no meio da música. adoro café sem açúcar. adoro mostarda. adoro pimenta. adoro vodka pura.

adoro cigarros. aliás, se pá eu tô fumando demais de novo. ou não, se for ver, meus dias tem durado por volta de 30/36 horas. isso porque eu me forço a dormir, senão durariam mais. meus planos são de virar um zumbi em poucos anos. ficaria mais tempo acordada, se minhas costas permitirem. tô até gostando da minha dor nas costas absurda no momento, virei amiga dela.

às vezes é um saco ser eu e tal. mas na maior parte do tempo eu lucro bastante com isso, então, no complaints. queria acordar um dia, um diazinho só, no corpo de outra pessoa só pra saber como funciona a cabeça de alguém que não eu. acho que eu poderia aprender bastante sobre diversos temas, seria interessante. acho que vou estudar um pouco de sociologia durante as "férias", se pá tá faltando conhecimento um pouco menos básico na área. que a força esteja com lord google por seus serviços formidáveis à sociedade.

dica aos amiguinhos fumantes: quando seu cinzeiro começa a queimar sozinho é hora de limpá-lo. cheiro de bituca incinerada não é dos melhores.

é incrível o que um pouco de serotonina e endorfina brincando de roda com nicotina, cafeina (e mais algumas aminas) e um pouco de sono não fazem com uma pessoa. privação de sono é a nova droga, galerë, experimente, super dica. te deixa doidão, não gasta nada, você viaja sobre hare-krishnas, muito laranja e ex-namoradas de amigas suas. mas não é só isso, quando você atinge o patamar invejável de 48 horas sem dormir você fica com bonus-combo-cheat-special e supera qualquer droga ilícita que eu já tive o desprazer de experienciar os efeitos. quando quiser parar de brincar disso, é só assistir a um documentário em streaming no google videos em que a voz do narrador se mantém constante e tem um fundinho de música clássica pra dar o elã. zeitgeist addenum funciona perfeitamente comigo, às vezes algum da bbc, mas só às vezes, porque bbc é pra galere geral e não é trüe-mothafucka-roots como os independentes. o único problema é você derrubar o computador ou dormir com a cara no teclado e acordar com o padrão qwerty estampado em alguma das suas têmporas. funciona melhor que diazepam, o valium das terras tupiniquins. mas se você é uma pessoa chata e normal que não gosta de ver até onde você é capaz de chegar e dorme oito horas por dia, todos os dias tudo isso que foi escrito nas últimas linhas é totalmente inútil.

sexo gay, sexo lésbico, peitos, bunda, conto erótico, cu, ffuking ffantastic, two girls one cup, hardcore, bondage, submission, swallow cock, creampie, ass to mouth.

perdão as palavras, é só pra rir de quem for cair aqui depois por causa dessas palavras. webdevelopers, cheating on google since the begining of the malandropscity.

peguei e cansei. se pá vou dormir. provavelmente não, mas, né?

se pá em breve tem conto novo. amanda nova também vai vir por esses dias.

may the force be with you!

6 comentários:

Praguejento disse...

Também gosto de sair com você :)

Ju disse...

Jo, cê precisa parar de viajar. Fatão. =P

carola disse...

mó viagem!!!

p! disse...

gosto de amanda

Sabrine disse...

'sexo gay, sexo lésbico, peitos, bunda, conto erótico, cu, ffuking ffantastic, two girls one cup, hardcore, bondage, submission, swallow cock, creampie, ass to mouth.'

Ri, fato. ri demais. pessoas ao redor acham q sou louca. sim. sou.

Jô, esse esquema de ficar sem dormir te deixa mais do q louca amor... pensando em ex namoradas de amigas? uia! uashuahsuah

eu te amo.
vê se dorme.

amanda nova? isso é bom!!

BeijosS!

Sabrine disse...

Há! esqueci de falar...
bati numa mulher domingo!

^^

ex namour diz q eu sou 'a rocky balboa' dele.

olha a minha cara de felicidade lendo isso ' ¬¬ ' (carinha de felicidade)

BeijosS!