14.3.10

sintonia aleatória

seu cabelo é tão grande! você deve ter dor de cabeça.
não, mas às vezes tenho vontade de dar um tiro na cabeça.
por causa do cabelo?
não, só quando eu tô no ônibus e vejo uma barata atravessando a rua.
ahh tá.
o que você acha de icebergs?
eu acho que eles devem ser amigáveis, não?
é, são. fiz amizade com um uma vez...
sério?! sobre que tipo de coisas eles falam?
eles não falam muito. só de vez em quando, quando eles fazem um barulhão acho que é quando eles dizem que vão viajar ou sair, não sei. toda vez que eles falam isso eles se soltam e saem vagando por aí, meio que sem destino.
tipo aqueles mendigos que se vê pela rua, né?
é...
...
às vezes tenho vontade de dar um tiro na cabeça de todo mundo.
eu só tenho vontade de dar um tiro na minha cabeça.
não, é que... as pessoas me irritam. elas vivem a vida delas e isso me irrita.
mas não é pra isso que elas existem?
não. elas existem pra fazer figuração na vida das outras de graça.
acho sua opinião idiota.
eu sei que é idiota, mas é tão idiota que pode ser verdadeiro.
isso realmente faz sentido pra você?
sim.
então você realmente não é a pessoa que eu achei que você fosse.
você conversa com icebergs, quem é você pra falar?
mas...
e os icebergs também são figurantes na sua vida. e você nas dele. aposto que um iceberg vê muito mais coisa que você já viu e nem se preocupa em contar. você é uma pessoa do ônibus pro iceberg.
pessoa do ônibus? mas nem tem ônibus lá!
pessoas do ônibus são figurantes. você é figurante do iceberg, então você é uma pessoa do ônibus.
eu poderia ser uma pessoa do trenó...
tem cachorros?
não, é motorizado.
ah, pena. gosto daqueles com cachorros. se bem que eles devem deixar um rastro com cocô.
eu preferiria pulgas, elas seriam mais espertas. não tem aqueles circos de pulgas?
só vi na tv, acho que é invenção.
é, pode ser. mas icebergs não se dariam bem com pulgas, eu acho.
por que?
porque elas são tão pequenas e pretas e eles são tão grandes e brancos...
meio antagônico, né?
não, acho só que não combinaria. ia ficar feio, muito alvi-negro.
eu não gosto de verde.
um monte de gente não gosta de verde.
não, mas verde é realmente uma cor estranha.
não é estranha, tem verde em todo lugar. roxo é uma cor estranha.
roxo me lembra você.
por que?
porque sim.
tá...
algumas vezes eu sou tão óbvia que eu me perco na minha obviedade latente.
é, eu também.
não, você não é óbvio. você é amigo de icebergs.
tá bom.
tô com sono.
vai dormir.
já vou. por que você ficou amigo de icebergs?
eu tava lá, eles também...
sempre esqueço como você é comunicativo.
é... queria ver um iceberg bêbado. dei vodka pra um beber, não fez muito efeito, acho que ele precisaria de mais.
é, eles são grandes.
são, menos os filhotes.
filhotes sempre são pequenos.
tô com sono.
eu também.
vamos dormir?
não.

6 comentários:

Praguejento disse...

ok...

Sabrine disse...

Wow, não estava reclamando da vida...
tava dizendo q a semana q tava um saco!!! ^^

amo vc!!!

p! disse...

gostei...

=}

Ju disse...

Eu não gosto de verde.


E issaê é sua cara: desconexo total. haha


Beijundas moça, amulhe.

aLine disse...

Essa foi uma das coisas mais divertidas que vc escreveu!

e esse foi o ápice:
"pessoa do ônibus? mas nem tem ônibus lá!"

Brinks, eu gostei disso, mas acho que a parte das pulgas no iceberg foi mto bem bolada...
=D

sério, amay!


Beijoxxxxx

Ella disse...

tá.